Viviane critica decreto que institui “turnão” em serviços de saúde da Prefeitura

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 13, a vereadora Viviane Sampaio (PT) iniciou seu pronunciamento fazendo o convite para a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde, que acontece nesta tarde, e informou que nela a Prefeitura vai apresentar a tabela para o pagamento do piso da enfermagem após a liberação de recursos do Governo Federal.

Viviane criticou o decreto 22.803/2023, do último dia 1º de setembro, que institui o regime de “turnão” dos serviços públicos municipais. A parlamentar ressaltou que alguns serviços da Secretaria Municipal de Saúde estarão em funcionamento apenas das 8 às 14, e nesta terça (12), em matéria veiculada na TV Sudoeste, mães atípicas reclamaram do Caps IA seguir essa tendência.
A vereadora destacou que há uma portaria em vigor desde 2002 que prevê o funcionamento normal de todos os Caps do país, das 8 às 18. “Essa gestão erra porque quer, erra porque não ouve a população”, disse.
Por fim, Viviane também criticou os 45 mil reais de aluguel que foram empregados pela Prefeitura em um imóvel, que segundo ela, está sendo pago desde maio, e que vai receber o programa “Facilita Saúde”, mas ao mesmo tempo o governo municipal vem reduzindo atendimento de saúde e propondo corte de gastos. Ela defendeu a redução em salários de cargos comissionados.