Valdemir Dias pede investigação de contratos da Prefeitura

Durante o seu pronunciamento na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), realizada na manhã desta quarta-feira, 4, o vereador Valdemir Dias (PT), líder da Bacada de Oposição, alertou para a necessidade de que a Prefeitura tenha seus contratos investigados. De acordo com o parlamentar faltam explicações convincentes para a falta de licitação nas contratações do Executivo.

“Por que não há licitação nessa Prefeitura? Os contratos são sempre por inexigibilidade ou por dispensa de licitação. Há algo muito estranho nisso que essa Casa precisa investigar”, apontou Valdemir. “Nós estamos cobrando, falando dos contratos vultuosos que a Prefeitura tem feito, em sua maioria sem licitação”, emendou.

Valdemir citou o exemplo mais recente, a Muralha Digital, que virá para substituir os radares de velocidade, o que deixará a operação R$ 4 milhões mais cara. “Mais um contrato da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista sem licitação, essa questão da Muralha Digital. O contrato com a Tivic era de R$ 1,5 milhão e agora está se fazendo um contrato de quase R$ 6 milhões”, detalhou. “Nossa Prefeitura não tem capacidade de fazer licitação? Por que está pegando uma carona numa licitação de uma Prefeitura do Pará? A Prefeitura tem técnicos suficientes para fazer licitação”, apontou Dias. “Por que está sendo feito isso? Por que o contrato era de R$ 1,5 milhão e agora está passando a quase R$ 6 milhões? São razões que a gente desconhece, que a gente tem que buscar aqui nessa Casa”, disse o líder da Oposição cobrando investigação.

Para Valdemir, há uma grande disparidade entre Vitória da Conquista e a cidade paraense onde a licitação ocorreu. “Não existe um contrato de R$ 6 milhões pegando carona numa Prefeitura lá do Pará em vez de fazer uma licitação aqui. Que garantia ela tem de que essa prestação de serviço é mais barata do que se fizesse uma licitação aqui? Qual a garantia? Nenhuma!”, denunciou. “Por que está pegando essa carona em uma Prefeitura com menos de 170 mil habitantes? Nós temos quase 400 mil habitantes em Vitória da Conquista”, alertou.

Segundo Valdemir, é preciso fazer uma investigação para encontrar as respostas. “São essas as perguntas que a gente faz. Por que não há licitação nessa Prefeitura? Há algo muito estranho nisso e essa Casa precisa investigar”, concluiu.