Plano Municipal de Educação para o decênio 2025/2035 começa a ser discutido

O primeiro Ciclo de Debates “Conhecer e Debater para Construir: Novo Plano Municipal de Educação (PME) 2025/2035” começou a ser discutido por representantes da Secretaria Municipal de Educação (Smed), da Uesb, IFBA, UFBA, faculdades privadas, NTE, Simmp e Sinserv. O objetivo é analisar o PME atual e apresentar, no próximo ano, o novo plano com as intervenções necessárias para melhorar a educação municipal como um todo, tanto particular, quanto pública.

O secretário Edgard Larry afirmou que esse é um momento de convocação que oportuniza discutir o que existe, o que está sendo feito e como está sendo encerrado o PME atual. “Isso vai nos possibilitar redirecionar, corrigir, insistir em melhorar caminhos para a nossa educação como um todo”, disse.

Ainda segundo Larry, o planejamento oportuniza a competência, quais as metas que o município deve perseguir e buscar para que a educação tenha lugar de merecimento adequado. “Precisamos reavaliar orçamentos e avaliar todos os processos metodológicos, pedagógicos e todos os vieses que compõem a educação”.

Responsável pelo Núcleo Pedagógico, o professor Ronilson Ferreira explicou que esse eixo planeja, coordena e aplica vários programas e projetos na rede municipal, os quais são elaborados e construídos na perspectiva de alcançar as 19 metas estabelecidas. Dois projetos apresentados foram o buriti mirim, voltado para a educação infantil que alcança as crianças de dois a cinco anos, e tem como foco valorizar o trabalho feito na turma de educação infantil. “O outro projeto que é muito exitoso e tem trazido resultados positivos aqui no município é a parceria que temos com a Educar Pra Valer (EPV), com foco especificamente nos anos iniciais do primeiro ao quinto ano e a alfabetização”, destacou Ronilson.