Fligê começa dia 16 com atrações nacionais da literatura e da música


Vem aí a 6ª edição da Feira Literária de Mucugê (Fligê), de 16 a 20 de agosto, com atrações musicais e da literatura como os cantores e compositores Arnaldo Antunes, Chico César, Lazo, Letrux e os escritores Itamar Vieira Júnior, do best-seller “Torto Arado”, Aleilton Fonseca e muitos outros expoentes e novos talentos da arte da escrita. A feira, que se destaca entre os principais eventos do gênero no estado, acontece na histórica cidade de Mucugê, na Chapada Diamantina, e desta vez traz o tema unindo literatura e música ao fazer uma homenagem ao poeta e compositor Carlos Capinan.

Desde sua primeira edição, em 2016, a Feira tem o apoio tem o apoio financeiro dos deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual), por meio de emenda parlamentar, que também passaram a incentivar outras feiras literárias no estado, a exemplo das feiras de Canudos (Flican), Taetê (Flitê), Caculé (Fliclé), consideradas por eles como “filhas” da Fligê. Além disso, apoiam os eventos literários de Jequié, Andaraí, Paiaiá e outras.

“Trata-se de uma iniciativa inovadora dos nossos mandatos, porque tem o objetivo de incentivar a leitura e o surgimento de novos leitores”, orgulha-se Waldenor Pereira, que foi reconduzido à condição de vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Livro e da Leitura, do Congresso Nacional.

Zé Raimundo também apoia a Fligê e outras feiras através da editora ALBA, da Assembleia Legislativa da Bahia. Partiu dele a proposta do Selo Fligê, através do qual a editora Alba vem lançando anualmente livros específicos para os eventos, a exemplo de “Bugrinha”, de Afrânio Peixoto (2017), “Auto da Gamela”, de Carlos Jehovah e Esechias Araújo Lima, e “Sinhazinha”, de Afrânio Peixoto, ambos em 2019. “Como deputado desta Casa, sinto-me orgulhoso de ter proposto essa parceria para a realização da Fligê, inclusive com a adoção do Selo Fligê-Alba de Literatura, que lança uma publicação durante cada evento”, diz o deputado estadual.

Tema e homenageado

De acordo com a curadora da Fligê, Ester Figueiredo, o tema Literatura e Música, escolhido para este ano, reforça os vínculos entre essas duas expressões artísticas na cultura brasileira. Por isso a decisão de homenagear Capinan, um dos grandes letristas da música popular brasileira desde 1965, quando Maria Bethânia interpretou Viramundo, de sua autoria, nos festivais da canção. “A palavra é criação e uso, a poesia ocupa essa dimensão de atravessar o cotidiano para ser utilizada como matéria de combate e provocação de novos mundos. Essa concepção do fazer literário está imbricada na produção de Capinan, enquanto letrista e poeta”, ressalta a curadora.

Expoentes

Entre os destaques da programação estão a Conversa Literária “Verbos, fólios e sons” com o cantor, compositor e poeta Arnaldo Antunes, tendo mediação da escritora, jornalista e atriz Bianca Ramoneda, e que será acontece na noite de lançamento da Fligê, em 17 de agosto, às 21h. A conversa abre as discussões sobre as aproximações da Literatura e da Música.

Sucesso de público e de crítica, o escritor baiano Itamar Vieira Júnior volta a Fligê para uma programação especial de encontros e conversas, além do lançamento e sessão de autógrafos de seu novo livro, Salvar o Fogo. Itamar participa da Mesa Literária Arar letra, salvar terra e corpo, com a atriz Gal Pereira, diretora artística e de dança do espetáculo “Jarê Cantado”, no dia 20 de agosto, às 14h.