Favorita, França para na Jamaica e tropeça na abertura do grupo do Brasil

Uma das favoritas ao título, a França parou na Jamaica neste domingo. Com direito a bola na trave e pressão no fim, o time europeu ficou no 0 a 0 e tropeçou na abertura do Grupo F da Copa do Mundo, o mesmo do Brasil. Foi o primeiro ponto conquistado pelas jamaicanas em Mundiais, na segunda participação do país no torneio.

A França, depois de ficar apenas no empate nesta primeira rodada, vai fazer jogo decisivo contra o Brasil no próximo sábado, a partir das 7h (de Brasília). A Jamaica, que agora sonha com uma vaga nas oitavas de final, duela contra o Panamá no mesmo dia, mas a partir das 9h30.

Para quem esperava domínio da França, o primeiro tempo em Sydney se apresentou de outra forma. A Jamaica, reforçada pela experiência internacional adquirida pelas atletas, apresentou um sistema defensivo seguro e ainda incomodou a defesa francesa, especialmente com Khadija Shaw, jogadora do Manchester City. Dos pés dela saiu uma cobrança de falta perigosa aos 40 minutos, na melhor chance do time da Concacaf. Pelo lado francês, além das bolas cruzadas para Renard, as melhores chances saíram na reta final da primeira etapa, em cruzamento de Majri que quase surprendeu a goleira e em chute desviado de Diani, que passou perto da trave esquerda.
O empate nos primeiros 45 minutos obrigaram a França a adotar uma postura ainda mais agressiva na etapa final. Desde o princípio, as europeias tiveram mais volume e acuaram a Jamaica, que teve um comportamento muito mais defensivo para sustentar o empate até o fim. As francesas apostaram nas bolas aéreas e quase chegaram ao gol aos 44 minutos, quando Diani desviou cruzamento de Becho e carimbou o travessão jamaicano. Antes do fim do jogo, a estrela Khadija Shaw cometeu falta dura em Renard, recebeu o segundo amarelo e acabou expulsa.