Audiência Pública na CMVC Celebra o Dia do Maçom

Vitória da Conquista, 21 de agosto de 2023 – Na última segunda-feira, dia 21, a Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) sediou uma Audiência Pública em comemoração ao Dia do Maçom, celebrado anualmente em 20 de agosto. O evento foi marcado por discussões pertinentes e reflexões sobre os princípios e contribuições da maçonaria para a sociedade.

A Audiência, proposta pelo vereador Valdemir Dias do Partido dos Trabalhadores (PT), teve lugar no Plenário Carmen Lúcia. A data festiva, instituída por meio da Lei Municipal Nº 1.646/2009, representa um marco na valorização dos valores e ensinamentos da maçonaria.

A maçonaria, instituição com bases filosóficas, filantrópicas, educativas e progressistas, possui como um dos pilares a busca pela verdade por meio da liberdade investigativa. Seus princípios estão fundamentados na liberdade, igualdade e fraternidade, sem distinção de religião, raça ou nacionalidade. Para a maçonaria, todos os seres humanos são considerados filhos do mesmo Criador, reforçando a importância da união e respeito mútuo.

A audiência reuniu membros da maçonaria local e interessados na temática, proporcionando um ambiente de diálogo e troca de ideias.

O momento foi propício para homenagens e reflexões acerca dos valores maçônicos e seu impacto positivo na sociedade. A celebração do Dia do Maçom, além de reconhecer a importância dessa organização secular, promoveu a união entre os membros e a sociedade em geral.

O mais velho ensina o mais jovem – O Mestre Conselheiro do Capítulo Conquistense da Ordem Demolay, Felipe Viana, destacou a importância dos maçons na formação dos jovens conquistenses. “Como explicaria os objetivos centrais dos Demolays sem falar da Maçonaria? Nós, do Capítulo Conquistense, agradecemos imensamente a Maçonaria como patrocinadores das nossas atividades”, afirmou. Felipe lembrou do princípio maçônico que tem como diretriz a ideia de que o mais velho ensina o mais jovem.  “Queremos agradecer todos vocês, que se dedicam a nossa causa”, pontuou.

Gratidão – A Honorável Rainha do Bethel 02 da Ordem Internacional das Filhas de Jó, Maria Luiza Prado Araújo, parabenizou os maçons pela passagem do seu dia. “É uma honra estar aqui novamente. Gostaria de externar a minha gratidão pelo apoio, pelo carinho e dizer que vocês são a nossa herança maçônica. É mais do que merecida a celebração desse dia”, disse ela.

Em seguida, membros da ordem realizaram um Ritual em homenagem aos Maçons.

Ação Humanitária da Maçonaria no Brasil – O palestrante Danilo Bruno destacou a atuação da Maçonaria na formação social, política e filantrópica do país. Ele lembrou a história da Ordem no município de Vitória da Conquista, elencando alguns serviços prestados a comunidade local. “Em todos os países onde há liberdade, a Maçonaria está presente. Assim, ela floresce, fazendo o seu trabalho e contribuindo por meio da filantropia, contribuição e representatividade. Temos ações especificas, mas nosso trabalho contínuo perdura por séculos”, afirmou.

Além disso, Bruno destacou que a Maçonaria tem influenciado a criação de organizações solidárias, como a Ordem DeMolay, que visa moldar jovens líderes com valores éticos e morais sólidos. “Ela é baseada nos princípios maçônicos e busca desenvolver líderes jovens comprometidos com valores morais, éticos e cívicos”, esclareceu. Ele explicou também que a Ordem DeMolay oferece uma estrutura organizacional semelhante à Maçonaria, desenvolvendo habilidades de liderança, trabalho em equipe, oratória e serviço à comunidade. “ Essas ações enfatizam valores fundamentais que promovem a busca pela excelência pessoal e a responsabilidade social”, pontuou.

Danilo lembrou que a Maçonaria é conhecida por princípios fundamentais, que orientam as ações e os ideais de seus membros. “Esses princípios têm raízes históricas profundas e se baseiam em valores universais que buscam aprimorar não apenas o indivíduo, mas também a sociedade como um todo”, destacou o palestrante, ressaltando princípios como tolerância, moralidade, ética, caridade e filantropia. Pautado por esses princípios, ele enfatizou ainda os valores do companheirismo e da rede de apoio entre os marçons. “Somos conhecidos como uma comunidade que gera companheirismo entre seus membros, oferecendo um espaço seguro para a troca de ideias e experiências. Essa rede de apoio fortalece os laços fraternos entre os maçons”, assegurou.

Danilo encerrou sua participação sintetizando o trabalho humanístico da Maçonaria, afirmando  que essas ações reflete o compromisso da Ordem em alinhar suas ações com seus valores fundamentais. “Por meio de ações filantrópicas, educação, apoio à saúde e promoção de valores éticos, a Maçonaria contribui para uma sociedade mais justa, compassiva e solidária. Seu legado de serviço à humanidade é um testemunho do impacto positivo que organizações baseadas em princípios humanísticos podem ter no mundo”, finalizou.

Em tempos onde a busca por valores humanitários e a construção de um mundo mais igualitário se fazem essenciais, a Audiência Pública na Câmara Municipal de Vitória da Conquista trouxe à tona o relevante papel desempenhado pela maçonaria no fomento desses ideais. A celebração, rica em discussões e reflexões, contribuiu para a valorização de princípios que transcendem as fronteiras da cidade e reforçam a importância do comprometimento social em prol de um futuro mais justo e equânime.