Apagão foi causada por falha de equipamento em usina

O apagão nacional do último dia 15 foi causado pelo atraso no tempo de resposta de um equipamento em uma usina de energia, afirmou o diretor-geral do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, nesta terça-feira (29).

Segundo Ciocchi, essa falha deu origem a uma “série de outros pequenos eventos” que, na prática, levaram a uma desconexão do sistema integrado.

“A grande pista que foi discutida com técnicos, engenheiros e professores do setor é que aí está a causa de uma série de outros pequenos eventos que levaram à desconexão”, declarou em audiência na Câmara dos Deputados.

Falha gerou ‘série de outros pequenos eventos’ que levaram à falha na geração de energia no último dia 15, diz Luiz Carlos Ciocchi. ONS, ministério e Polícia Federal apuram circunstâncias

Como resultado, as 26 unidades da Federação que compõem essa rede interligada passaram por instabilidade e queda de energia. A exceção foi Roraima, que ainda não está no Sistema Interligado Nacional e, por isso, passou ilesa pela pane elétrica.

Ainda no dia do apagão, o ONS já havia informado que o desligamento que atingiu as regiões Sudeste e Sul do país tinha sido uma “ação controlada” – ou seja, proposital – em resposta a uma falha identificada na região Nordeste.

Ou seja: o sistema tinha sido desarmado para evitar que um problema pontual se propagasse e acabasse danificando equipamentos por sobrecarga, por exemplo.

O apagão incluiu uma “separação elétrica” – na prática, foi como se as regiões Norte e Nordeste do país tivessem se desconectado das regiões Sul e Sudeste. Pelo menos 16 mil megawatts (MW) foram afetados.